(21) 2510-3282      contato@paulapereiraurologia.com.br    |   

Os mitos e as verdades sobre a vasectomia

Muito se ouve sobre o procedimento da vasectomia, mas nem sempre as informações são verídicas ou atuais, provocando receio nos homens que desejam fazê-la. A ideia aqui é destrinchar esse conceito para que possamos esclarecer as principais questões sobre o assunto. Vasectomia é uma cirurgia que interrompe a circulação dos espermatozoides no epidídimo - espécie de tubo localizado entre os testículos e os canais deferentes, que expulsam os espermatozoides para a uretra. Vamos aos fatos:

Vasectomia causa impotência sexual

Mito. A vasectomia é considerada uma forma permanente de método contraceptivo que torna o homem estéril, não impotente. Pois não interfere na produção de hormônios masculinos nem na performance sexual.

Vasectomia é uma cirurgia simples

Verdade. Tanto, que o homem nem precisa estar em jejum. O maior desconforto é o isolamento digital dos canais que fazem a passagem dos espermatozoides do epidídimo para a uretra. Ao cortar esses canais, o cirurgião interpõe-se um tecido conjuntivo entre os dois pontos para não recanalizar e fecha a incisão. Com a interrupção dos dutos deferentes, o sêmen fica sem espermatozoides. Depois da cirurgia, o indivíduo está pronto para voltar para casa ou para o trabalho. O homem pode, inclusive, ter relações sexuais normalmente, pois não haverá nenhum tipo de dor peniana, já que este procedimento não envolve o pênis e sim o saco escrotal.

Vasectomia é uma cirurgia reversível

Verdade. Tecnicamente, é um procedimento reversível, realizado por meio de um procedimento conhecido como vasovasostomia. Mas a taxa de sucesso varia bastante à medida que o tempo vai passando, mais precisamente, até 10 anos. Por exemplo, se a reversão for feita três ou quatro anos depois da vasectomia, o espermograma tende a ser bom em 90% dos casos - o que aumenta a probabilidade de a parceira engravidar. Mas se o tempo passou demais, o epidídimo sofre uma hiperpressão que origina fibrose e obstruções abaixo da ligadura, o que complica uma cirurgia de reversão porque os espermatozoides não aparecem. Além disso, o procedimento precisa ser realizado no hospital, com anestesia troncular e material de microcirurgia.

Vasectomia é para homens mais velhos com filhos

Mito. Embora este seja normalmente o perfil, a idade do paciente pode variar. O importante é que ele esteja seguro de que realmente não deseja mais filhos ou nunca ter filhos, independentemente de estar em uma relação feliz e estável. Caso contrário, ele pode mudar de ideia. E as razões por trás dessa mudança de ideia variam, mas são bem comuns em casos de novo casamento, morte de um filho ou melhora da situação financeira.

Mas uma vez que a decisão se mantém, o casal tem todo direito de usufruir uma vida sexual sem preocupações. O papel do urologista, neste caso, é conscientizá-los dos prós e contras do procedimento, sendo sempre uma decisão que deve ser madura e tomada conscientemente pelo homem e pela mulher.

Fonte: Medical Site

12 de Dezembro de 2019