(21) 2510-3282      contato@paulapereiraurologia.com.br    |   

18 de outubro - Dia do Médico, os Guardiões da Saúde

18 de outubro - Dia do Médico, os Guardiões da Saúde

A História

Lucas nasceu no dia 18 de outubro e viria a escrever o Novo Testamento enquanto se dedicaria a tratar e curar pessoas em suas peregrinações. Mais tarde, canonizado pela Igreja Católica, virou São Lucas, Padroeiro da Medicina. Por isso a data de seu nascimento é até hoje celebrada como o Dia do Médico, este profissional tão importante para a nossa sociedade. 

As primeiras áreas da Medicina foram da psiquiatria, pediatria e cardiologia. Somente no século XX estudos sobre genética, microbiologia, bioquímica e outras áreas tiveram êxito. Nesse contexto, novas técnicas de avaliação e diagnóstico foram desenvolvidas, possibilitando o tratamento e a cura de diversas doenças antes insolúveis. Com o tempo, os campos de atuação profissional também foram se expandindo e hoje já se contabiliza, em média, 52 especialidades no Brasil - todas devidamente aprovadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

O Médico

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ser saudável vai muito além de apenas estar livre de doenças, trata-se de uma condição que mantém um equilíbrio entre os estados físico, mental, psicológico e social, na qual o indivíduo tem mais qualidade de vida. Os médicos são os profissionais preparados para garantir uma boa parte desses itens à população.

Entre seus principais conhecimentos estão a anatomia e o funcionamento do corpo humano; as características, o diagnóstico, os tratamentos e a cura para as enfermidades, além da ação dos medicamentos no corpo. Por isso a automedicação é sempre contraindicada.

O médico está apto a avaliar e acompanhar o paciente, mas também a lidar com riscos e complicações possíveis - o que exige grande senso de responsabilidade, empatia e comprometimento com outro ser humano. 

O Oncologista

A urologia se relaciona com praticamente todas as especialidades médicas. O médico urologista é responsável pelo diagnóstico e tratamento de enfermidades ou complicações do trato urinário de homens e mulheres e órgão reprodutor dos homens.

No Brasil o especialista ainda tem uma outra grande responsabilidade: contribuir para gerar uma conscientização masculina sobre a necessidade de cuidar melhor da própria saúde. É da competência deste profissional prevenir e tratar doenças como cânceres de próstata e pênis, infertilidade, disfunção erétil, incontinência urinária e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). A detecção precoce dessas doenças contribui enormemente na redução da morbidade e da mortalidade relacionadas. Mas, para isso, é importante que este médico acompanhe a saúde do homem em todas as fases, como o/a ginecologista faz com a saúde das mulheres. 

Fonte: Medical Site

18 de Outubro de 2019